A origem do Artesanato

O processo de artesanato pressupõe que a matéria-prima seja moldada e mais de 80% da fabricação da peça seja feita manualmente por técnicas. Em outras palavras, quase todo o trabalho é feito por uma pessoa, que é responsável por todos os processos de produção da obra.

O artesanato é um costume extremamente antigo, mas quantos anos ele tem? O artesanato surgiu no período Neolítico no período pré-histórico, que ocorreu por volta de 6.000 aC, ou seja, é realmente muito antigo.

Essa arte decorre das necessidades de sobrevivência dos homens pré-históricos. O surgimento da indústria do artesanato se deu porque passaram a apreender melhor os objetos que existem na natureza, e passaram a modelá-los de acordo com suas necessidades, como tecer / entrelaçar fibras vegetais, polir pedra, fazer cerâmica, amolar madeira, etc.

Dessa forma, os objetos que eles criaram prolongaram sua vida útil e os tornaram um pouco mais fáceis, pois passaram a ter ferramentas que ajudariam a caçar, construir casas, armas, etc. Porém, o manuseio desses itens evidencia a capacidade de inovar e criar muitas decorações, sendo então possível implementar essa habilidade de produção e criação como forma de trabalho.

Ferramentas produzidas por humanos pré-históricos são usadas para criar novas obras, como as roupas que usavam para a caça, ferramentas de pedra e madeira são usadas para criar pequenas estátuas, e a prática da pintura também é usada. Nós as chamamos de pinturas rupestres, ou seja, famosas pinturas rupestres.

As práticas anteriormente desenvolvidas para atender às necessidades de sobrevivência tornaram-se uma forma de sustento de toda a casa e fonte de renda.

Desvalorização durante a Revolução Industrial

Você deve estar se perguntando o que a Revolução Industrial tem a ver com o artesanato. A resposta é simples. A Revolução Industrial levou à desvalorização do artesanato em grande medida.

A Revolução Industrial ocorreu na Inglaterra por volta de 1760. Mas por que ela deveria menosprezar tanto o artesanato? Simples, no período revolucionário, o mais significativo é a subdivisão do trabalho, ou seja, todos estão destinados a cumprir apenas uma tarefa em todo o processo produtivo. É exatamente o oposto do artesanato.

Dessa forma, quem fabricava produtos artesanais deixa a produção e passa a trabalhar nessas indústrias, de modo que grande parte dos produtos artesanais são desviados.

O trabalho dos artesãos tornou-se praticamente inútil porque era impossível competir com os processos de produção existentes na indústria. O tempo de produção é extremamente curto, o custo é menor e pode ser produzido em série.

No entanto, o artesanato recuperou de forma satisfatória a sua valorização no mercado e passou a ter grande prestígio na esfera social por se referir à cultura dos responsáveis ​​pela produção. É uma forma de expressão, é arte. Alguns itens naturais (recicláveis) e outros itens são usados ​​na produção. Há artesanato em todo o mundo, e cada artesanato constitui e mostra uma cultura diferente.

No Brasil, o artesanato também apareceu neste período, mas os primeiros artesãos no Brasil eram índios.

Os índios são considerados o primeiro lote de artesãos brasileiros por um motivo simples: quando os portugueses atacaram seus navios aqui, eles já haviam encontrado os índios lá e também encontraram muitos itens por eles produzidos, como tintas, arcos e flechas, itens feitos de penas, cocares, muitas vestimentas e até mesmo casas são verdadeiras obras de arte.

Não há dúvida de que os artesanatos de maior prestígio do mundo são brasileiros. A riqueza das obras é surreal, contam histórias, fazem parte da cultura. Melhor ainda, eles constituem a cultura do Brasil. O existe em nosso folclore, que cita as experiências de diversos povos brasileiros, manias, modos, costumes, características e tradicionalismo.

No Brasil, existem trabalhos feitos à mão que marcam toda a trajetória da tecnologia, e que honra saber que nosso Brasil sempre fez parte disso.

O que achou deste conteúdo? Que tal deixar o seu comentário?

Por: Sthefani Andrade - Est. Publicidade e Propaganda - African Artesanato

Deixar um comentário

Todos os comentários são moderados antes da publicação